Notícias
31/05/2017 13h54 - Atualizado em 31/05/2017 13h54
APOIO FADESP: UFPA tem serviço odontológico especializado para pessoa com necessidades especiais.
Da Redação
Portal FADESP
A-A+ Fonte
Ampliar imagem
Equipe durante atendimento.
Ampliar imagem
APOIO FADESP: UFPA tem serviço odontológico especializado para pessoa com necessidades especiais.
Ampliar imagem
Professor Erick Pedreira, coordenador do projeto SIDOPE.
Ampliar imagem
Técnica demonstra uso do colete para garantir que o paciente não faça movimentos bruscos.
Ampliar imagem
Técnica demostra mordedura que ajuda o familiar a fazer a higiene bucal da pessoa com necessidades especiais.
Ampliar imagem
Técnica demostra instrumento de limpeza bucal feito com palito e gaze.
Ampliar imagem
Salas do SIDOPE equipadas para o atendimento o atendimento diferenciado de pacientes com necessidades especiais.

As pessoas com necessidades especiais, na maior parte dos casos, exigem cuidados profissionais que não se restringem às áreas da educação e clínica médica. A odontologia, por exemplo, exige a adaptação a esse segmento e isso já é experimentado pela Universidade Federal do Pará (UFPA) através de um projeto de extensão apoiado pela FADESP. No total, mais de 4 mil procedimentos odontológicos já foram realizados.

O projeto se chama Serviço Integrado de Diagnóstico Oral e Atendimento a Pacientes Especiais (SIDOPE) e funciona há oito anos, no campus Guamá da UFPA, em Belém. No início, utilizava as instalações físicas do curso de Odontologia da UFPA, mas atualmente tem espaço próprio, com quatro cadeiras odontológicas, equipe de profissionais, mais quatro estudantes de graduação e um bolsista.

Há um ano e meio, a parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) permitiu que o atendimento fosse ampliado. Com isso, além da demanda espontânea, são atendidos pacientes encaminhados pelas unidades básicas de Saúde da rede metropolitana de atenção a saúde

No SIDOPE, o atendimento é diferenciado tanto pelos utensílios utilizados quanto pela prática profissional. Enquanto um suporte de pescoço ou um colete fixado à cadeira ou uma mordedura ajudam a garantir a segurança do paciente, os procedimentos adequados da equipe garantem a realização do serviço.

O coordenador do projeto, professor Erick Pedreira, explica que o atendimento odontológico exige técnicas de humanização, mas no caso de pacientes com uma paralisia cerebral ou autismo, por exemplo, os cuidados são ainda maiores. Às vezes, o procedimento não é realizado na primeira consulta, pois, é preciso um tempo de adaptação do paciente.

A família também é parte fundamental para que o atendimento em saúde bucal se viabilize. Primeiro porque deve ser conscientizada da necessidade de fazer a higiene bucal da pessoa. Depois por aprender as técnicas utilizadas no serviço e se comprometer em manter os cuidados em dia.

Segundo o professor, o serviço é referência para os Hospitais Universitários do Pará e permite adotar as técnicas de sedação de pacientes que apresentam quadros clínicos mais complexos.

Conforme Erick Pedreira, o atendimento garante a oferta de serviços pela universidade à comunidade externa, objetivo das atividades de extensão, mas também contribui para a formação acadêmica dos estudantes de odontologia. Parte da aprendizagem tem permitido que os acadêmicos participem de eventos e apresentem trabalhos científicos.

O professor revela que novo desdobramento do serviço será a oferta do primeiro curso de especialização da UFPA para a formação em odontologia voltada a pacientes especiais. A expectativa é que as associações representativas da categoria se interessem e estimulem a participação dos profissionais.

Gestão - O apoio realizado pela FADESP garante o cumprimento das ações previstas no plano de trabalho como gestão de pessoal (contratações e cumprimento das normas legais), infraestrutura para a realização de cursos de capacitação e garantia de participação em eventos de formação continuada.

Mais detalhes da gestão do projeto estão no Banco de Projetos e no Portal da Transparência.

Rua Augusto Correa s/n | Cidade Universitária, Profº José da Silveira Netto / UFPA - Guamá - Belém/Pa | Cep 66075-110 | Telefone: (91) 4005-7440 Como Chegar